04
Jun
12

E BEBENDO IOGURTE DIRETO DA CAIXA

bom dia,

numa ilha deserta, nos pés da montanha , uma criatura danada andava.
– criatura danada! – disse o moleque cabeçudo que por ali andava também – vai pra puta que te pariu!

a criatura, revolta, olhou pro moleque e deu um arroto.
não era assim que se resolviam as coisas por aquelas terras… aquilo, ali, era um absurdo, no mínimo.

criatura danada que era, olhou pro moleque e saiu de banda, balançando na mão o seu chapéuzinho.
dançando na ponta dos pés, e bebendo iogurte direto da caixa.

a criatura sabia que um dia os campos seriam revolvidos em ondas sequenciais de abalo sísmico
e não se importava muito com isso. desde que estivesse em meio ao seio peludo de suas 852 bétulas
em flor. naquele momento estavam ali. quê que ia querer mais, por enquanto, pelo menos. nada.

deu um pescotapa sonoro no moleque fedido, saltou por cima dos carros e atravessando a rua em alta
velocidade ia pensando se voltar não seria mais justo.

obrigado pela visita


1 Response to “E BEBENDO IOGURTE DIRETO DA CAIXA”


  1. June 6, 2012 at 4:02 pm

    Pera ai, pera ai… o que?


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: