20
Mar
12

RUA CEARÁ

bom dia,

fiz essa série de ilustrações para o site aventura de ler.
grande site para descobrir material interessante pra ler, ouvir e assistir. grandes amigos também. me considero parte deles, mas num estilo meio wolverine… solitário e misterioso!

não parece, mas eu dei uma glamurizada no estilo de vida. vão te dizer, é claro, que passavam o dia batendo cabeça e pegando putas na vila mimosa pelas costas da namorada gatinha que tocava baixo em várias bandinhas indie. que entendiam de moto e chamavam todos os mendigos pelo nome. mas a real é que pra maioria de nós o garage, a rua ceará, o elam, a MHS, o oeste selvagem e os shows do zumbi do mato, eram a coroação fabulosa de um dia de RPG, pipoca rosa, escola técnica, quadrinhos, experimentos com entorpecentes e desenvolvimento de táticas de sedução nunca aplicadas. no suburbio carioca quase todo punk era um nerd. e na maioria das vezes, vice e versa. a inteligencia trata de combinar esses extremos. o submundo era uma rota de fuga.

a rua ceará foi importante pra mim, mas não era a minha “base”. era parte importante de um estilo de vida quente, divertido e fedorento.
um daqueles lugares que só de passar na frente me faz lembrar de muita coisa. minha base mesmo foram as festas punks de jacarepaguá. noitadas de live action de vampire na taquara (eu era o líder dos malkavianos, meu amigo… não é pouca merda não). tomar porrada no imperator. convenção de quadrinhos no sesc de algum bairro ruim, quando fazer quadrinho lembrava calor e nenhuma mulher. esporte pra excluído. ficar esperando meu amigo ganhar uma rodada de magic em frente à “metropolis” (loja do tales e laurinha. essa sim, nossa casa) pra ir alugar “demons 2” ou “a vida de brian” e varar a noite tentando virar “kid chamaleon”.
talvez seja o cheiro de mijo que me faça lembrar disso tudo. eu tinha até um guia mental dos piores banheiros da cidade. todos ganhavam nota. o buquê de um banheiro de rodoviária ganhou até um certo je ne sais quoi pra mim!

era pra fazer uma ilustração, mas quando eu vi o tema, não resisti. era muito próximo da minha juventude pra me satisfazer com uma imagem só. enchi o saco dos editores e consegui convencer o pessoal a usar mais do material. por mim eu faria mais.

obrigado pela visita.


5 Responses to “RUA CEARÁ”


  1. March 20, 2012 at 9:39 pm

    todo punk era um nerd e vice e versa, uma puta verdade, mas que poucos punks gostam de admitir hehehe, massa!

    • March 21, 2012 at 3:07 pm

      sr banheiro! muita honraria.
      outro dia tava consertando meu carro (que nunca fica pronto) e tinha uma poça saindo debaixo da porta do banheiro do eletricista.. eu fiquei olhando a pocinha, me perguntando do que podia consistir, em horror. acho que foi o motivo do post.

      é claro que tinham caras que eram punks e pronto, mas a maioria deve estar trabalhando em algum laboratório de quimica ou dando aula…

      aparece aí! abraço sr!

  2. March 21, 2012 at 12:51 pm

    Interessante isso ai, eu concordo do nerd/punk pelo simples falto de eu ter sido um, não que eu me orgulhe disso… mas se eu disse-se que não me orgulho estaria mentindo.
    Mui bueno, doutor Og, suas mulheres nem se assemelham aos “travecos” de anos(?) atrás heuaueauue

    • March 21, 2012 at 3:11 pm

      snoope, seu adorável canalha… traveco é o cacete!

      tem que ter orgulho mesmo. juntar inteligencia à uma observação objetiva do mundo (falta de frescura) é uma missão!

      por sinal. a gente ainda não consumiu nada junto… isso precisa ser remediado!

      abraço!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s



%d bloggers like this: